O vírus da Covid-19 se comporta de forma diferente no organismo de pessoa para pessoa. É motivo de estudo por ser letal para um atleta de 19 anos e não para uma pessoa de 87 anos. Tudo indica que o vírus busca as vulnerabilidades de cada um.

O coordenador e fisioterapeuta Gustavo Cavalieri Pereira analisa o enfrentamento à covid no Centro de Referência Covid-19 de Angra dos Reis:

– A cada informação nova sobre esse vírus, mais eu cresço como profissional. A cada dia é um aprendizado para mim e para toda a equipe de fisioterapia. É preciso se proteger desse vírus: ter uma alimentação saudável e equilibrada; praticar exercícios físicos regularmente; não usar drogas ilícitas ou lícitas, como álcool e cigarro. Estamos acostumados a tratar a letalidade de fungos e bactérias, mas um vírus como esse é uma novidade. Estamos descobrindo e estudando. – E acrescentou:

– Foi essencial o município adquirir, aqui para o hospital, seis equipamentos CNAF (cânula nasal de alto fluxo), que auxilia nos casos de insuficiência respiratória aguda, evitando de forma considerável a necessidade de intubação. Assim, os pacientes são poupados da manobra sofrida de intubação e extubação desnecessárias. Os resultados do CNAF aqui no Centro de Referência são muito bons. Acrescentou muito para o tratamento da covid.

O CNAF, equipamento que se mostrou essencial ao combate à Covid-19, capta o oxigênio da rede destinado aos leitos, metaboliza e aquece para entrar no organismo do paciente. Ele potencializa a ação abrindo os brônquios, aliviando a recepção do oxigênio pelo paciente.

– Estamos fazendo o nosso trabalho da melhor forma possível, mas peço à população que se imunize contra esse vírus. E quando chegar a hora, tome a dose de reforço. – Finalizou Gustavo.