Unidades de saúde destacam o Dia Internacional de Luta pela Saúde da Mulher

Hoje é dia 28 de maio, é o Dia Internacional de Luta pela Saúde da Mulher.

No Brasil, também é o Dia Nacional de Redução da Mortalidade Materna. Políticas públicas, na atenção primária, preconizam o acolhimento da mulher desde o início da gravidez.

A mulher na rede pública de saúde, tem direito a consulta de planejamento familiar, em que são identificadas quais são as doenças de base e como tratá-las. Além disso, são estabelecidas medidas preventivas, como melhoria da alimentação e prática de atividades físicas.

As unidades de saúde primária, da AP 3.2, entendem que o atendimento em saúde da mulher compreende estabelecer cuidados que garantam seu bem estar físico, mental e social.

Nos grupos de planejamento familiar, é possível entender e escolher o melhor método contraceptivo e, ainda, planejar o melhor momento para uma nova gravidez.

É importante cuidar de problemas de saúde, para que seja possível engravidar estando com a saúde em dia.

Estas são estratégias fundamentais para o enfrentamento da mortalidade materna. Para o combate à esta situação tão grave e de repercussão tão difícil, também é necessário que o atendimento ao pré-natal seja garantido e que haja adesão das mulheres e suas famílias.

Rolar para cima
cropped-Logo-Copia

Processo Seletivo para admissão imediata e banco de reservas

AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE PARA ATUAÇÃO NA ÀREA PROGRAMÁTICA 3.2